OS MAMUTES

  1. De Jô Bilac
    Direção Inez Viana

    27/NOV
    às 20h


    ENTRADA FRANCA

    Os ingressos são distribuídos com 30 min de antecedência.

    ITAÚ CULTURAL

    Av. Paulista, 149 | Infos (11) 2168-1777
    Intérpretes de libras em todas as sessões.


    FICHA TÉCNICA

    Texto – Jô Bilac
    Direção – Inez Viana
    Direção de produção – Claudia Marques
    Músicos – Aline Gonçalves, Evelyne Garcia e Luis Barrueto
    Direção musical – Marcelo Alonso Neves
    Cenário – Nello Marrese
    Figurinos – Flávio Souza
    Iluminação – Renato Machado
    Assistente de direção – Leila Maria Moreno
    Design gráfico – Humberto Costa – Mais Programação Visual
    Produção executiva – Liliana Mont Serrat / Jessica Santiago
    Realização – Cia OmondÉ / Fábrica de Eventos

    ELENCO
    Debora Lamm
    Leonardo Bricio
    Ricardo Souzedo
    Iano Salomão
    Zé Wendell
    Junior Dantas
    Luis Antonio Fortes
    Juliane Bodini
    Jefferson Schroeder
    Carolina Pismel

    Duração: 90 minutos
    Classificação indicativa: 16 anos

Com humor ácido, o espetáculo Os Mamutes é narrado por Isadora (Débora Lamm), uma garota perversa e extremamente inteligente que, trancada em seu quarto, inventa uma história – a história de Leon (Leonardo Bricio): um rapaz ingênuo, honesto, que vive com a avó doente e precisa conseguir um emprego. Ele encontra uma vaga numa multinacional de fast food – a Mamute´S Food – conhecida por fabricar hambúrgueres de carne humana.

Porém, para conseguir o emprego, Leon precisa abater um “Mamute”, ou seja, matar uma pessoa sem caráter e princípios morais, que não fará falta para ninguém. Eis o dilema: desistirá ele do emprego por questões morais ou se tornará um caçador implacável?

O espetáculo, de Jô Bilac com direção de Inez Viana, traça um paralelo com o espelho de Alice e fala da deformidade do ser humano diante de uma sociedade repressora e deficiente, do consumismo exacerbado, da alienação violenta de uma geração sem perspectiva e da precocidade infantil. Com muita ironia, a peça surpreende ao passar pelos variados questionamentos e dúvidas relativos ao humano.