HISTÓRIAS DA MÃE ÁFRICA (Infantil)

  1. FICHA TÉCNICA
    Direção – Cacá Mourthé
    Pesquisa e adaptação – Priscila Camargo
    Música – Marcelo Daguerre (violão) e Anderson Vilmar (percussão – Jongo da Serrinha)
    Figurino – Chico Spinosa
    Iluminação – Aurélio de Simoni
    Direção musical e coreografia – Via Negromonte


    ELENCO
    Priscila Camargo (atriz e contadora de histórias)

    Classificação indicativa: LIVRE

    Responder

Espetáculo infantil ganhador do edital da Petrobras Distribuidora para turnê nacional, Histórias da Mãe África percorreu cinco estados, com apresentações em Goiânia, Porto Velho, Rio Branco, Macapá e Palmas, além de Brasília. Em todas as praças, a maior parte delas com poucas opções culturais, a peça teve grande sucesso de público, especialmente entre crianças que nunca tinham ido ao teatro.
Além de narrativas africanas, o espetáculo apresenta histórias afro-brasileiras que falam dos mistérios dos orixás e da criação do mundo. Do Egito, a peça revela uma Cinderela muito antiga, retirada dos papiros, que segue ao encontro do faraó numa viagem pelo Rio Nilo, e do norte muçulmano também vêm histórias surpreendentes.

Seguindo por savanas e desertos, viajando por toda a África, o espetáculo encontra bichos que falam e dão lições de sabedoria. E chega a Angola, onde vai contar uma história etíope, maravilhosamente revisitada. Com humor e a presença ativa de bonecos, a peça resgata e exalta a figura do griot, o tradicional contador de histórias africano, estimula a imaginação e a criatividade das crianças e valoriza temas como a ecologia.