GONZAGÃO, A LENDA

  1. Texto e direção: João Falcão
    Direção musical: Alexandre Elias

    1 a 5/JUL – às 19h
    TEATRO DULCINA

    FICHA TÉCNICA
    Texto, direção e roteiro musical – João Falcão
    Direção musical – Alexandre Elias
    Direção de movimento – Duda Maia
    Direção de produção e Idealização – Andréa Alves
    Cenografia e adereços – Sergio Marimba
    Figurinos – Kika Lopes
    Iluminação – Renato Machado
    Preparação vocal – Carol Futuro
    Arranjos – Alexandre Elias e os músicos Beto Lemos, Daniel Silva, Rafael Meninão e Rick De La Torre
    Colaboração nos Arranjos Vocais – Alfredo Del Penho
    Desenho de Som – Fernando Fortes
    Visagismo – Uirandê Holanda
    Assistente de direção – Clayton Marques
    Manutenção Musical e Arranjos – Beto Lemos
    Assistentes de Figurino – Masta Ariane e Sabrina Magalhães
    Assistente de Iluminação – Rodrigo Maciel
    Assistentes de Visagismo – Bruna Boliveira e Carlo Felizmino
    Cenógrafos Assistentes – Bruna Cataldi e Paula Tibana

    ELENCO: Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Eduardo Rios, Fábio Enriquez, Renato Luciano, Ricca Barros e Thomás Aquino

    APRESENTANDO: Larissa Luz e Marcelo Mimoso

    MÚSICOS:
    Viola, violão, rabeca e pandeiro – Beto Lemos
    Cello – Daniel Silva
    Bateria e Percussão – Rick De La Torre
    Acordeon – Rodrigo Marchevsky / Rafael Meninão

    Duração: 90 minutos
    Classificação indicativa: 12 anos

Com os prêmios Shell 2012 de Melhor Música, 7º prêmio APTR de Melhor produção e os Prêmios Bibi Ferreira – Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Música e Melhor Espetáculo Musical Brasileiro de 2014 no currículo, Gonzagão – A Lenda, de João Falcão, que já foi aplaudido por mais de 130.000 pessoas, é a biografia musicada da vida do Rei do Baião, Luiz Gonzaga (1912 – 1989). Foi aclamada por nomes como Bárbara Heliodora, que considerou o espetáculo “uma agradável e merecida homenagem e evocação de uma figura marcante, cujo sucesso marcou época”.

Com uma abordagem diferente da usual – “é a história de Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, qualifica Falcão -, o autor decidiu colocar em cena uma trupe teatral para contar o que batizou de “lenda do Rei Luiz”. O espetáculo conta com nove atores, que ficam alternando os papéis dos personagens, vivendo inclusive o Gonzagão.

A montagem conta também com quatro músicos, que tocam mais de cinquenta canções para acompanhar a narrativa da peça. Entre os sucessos de Gonzaga escolhidos para a obra, estão Cintura Fina, O Xote das Meninas, Qui Nem Jiló, Baião, Pau de Arara e, como não poderia ficar de fora, Asa Branca.