AS COCHAMBRANÇAS DE QUADERNA

  1. FICHA TÉCNICA
    Autor – Ariano Suassuna
    Direção – Inez Viana
    Música – Gustavo Lyra e Karin Verthein
    Produção executiva – Liliana Mont Serrat
    e Damiana Guimarães
    Cenário – Nello Marrese
    Figurino – Flávio Souza
    Direção musical – Marcelo Alonso Neves
    Iluminação – Renato Machado
    Consultoria – Carlos Newton Jr.
    Programação visual – Mais Programação Visual
    – Humberto Costa

    Assistente de direção – Luiz Antonio Fortes
    Coordenação-geral de produção – Claudia Marques
    Coprodução – Fábrica de Eventos e Sapo Produções

    ELENCO
    Leonardo Bricio
    Débora Lamm
    Juliane Bodini
    Ricardo Souzedo
    Iano Salomão
    Diogo Camargos
    Zé Wendel
    Junior Dantas
    Viviane Câmara

    Classificação indicativa: 12 anos

    Responder

Após grande sucesso de público e crítica em duas temporadas no Rio de Janeiro, As Conchambranças de Quaderna, de Ariano Suassuna, circulou por outras seis cidades brasileiras no ano de 2012, graças ao patrocínio da Petrobras: Ipatinga (MG), Belo Horizonte (MG), Campos dos Goytacazes (RJ), Porto Alegre (RS), São Carlos (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Sob a direção de Inez Viana, o espetáculo, que já foi visto por mais de 10 mil pessoas, reúne duas peças numa só, ligadas por um mesmo narrador, Dom Pedro Diniz Quaderna, personagem principal da famosa obra de Suassuna Romance d’A Pedra do Reino. Ele conta duas histórias curtas: a saga de duas irmãs prometidas em casamento na qual o noivo de uma delas, no dia do matrimônio, resolve casar-se com a outra; e a história de uma mulher que faz um pacto com o Diabo para que este leve o seu marido infiel e sua amante para o inferno. Quaderna, então, se disfarça de Diabo e revela um final surpreendente, além de criar muitas “conchambranças”.