AMOR CONFESSO

  1. De Arthur Azevedo
    Direção Inez Viana

    8 e 9/JUL – às 19h
    TEATRO DULCINA

    FICHA TÉCNICA
    Autor – Arthur Azevedo
    Direção – Inez Viana
    Pianista – Roberto Bahal
    Direção Musical – Marcelo Alonso Neves
    Cenário e Figurino – Carlos Alberto Nunes
    Iluminação – Paulo César Medeiros
    Produção Executiva/Contrarregra – Christina Carvalho
    Realização – CiaFalácia

    ELENCO
    Claudia Ventura
    Alexandre Dantas

    Duração: 80 minutos
    Classificação indicativa: 10 anos

Amor Confesso é uma comédia onde os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas dão vida a quase trinta personagens de oito contos de Arthur Azevedo que falam dos encontros e desencontros do amor. Através da linguagem narrativa, transitando entre a contação e a vivência da própria história, usando apenas duas cadeiras e sendo acompanhados por um pianista, eles transformam o palco em salas de entrevistas, bondes, camarins, casas de vizinhas, etc, estabelecendo uma relação direta com o espectador, transformando-o em um espectador ativo, cúmplice da cena.

Em Amor Confesso, além da linguagem narrativa, os atores usam a música e diferentes gêneros teatrais como melodrama, farsa, comédia musical, para darem voz aos personagens de Arthur Azevedo, cuja obra é marcada pela relação direta com o leitor, através de um olhar arguto, crítico e bem humorado.

O espetáculo busca, também, popularizar a obra de Arthur Azevedo, apresentando ao público o contista, mostrando a faceta menos conhecida do autor teatral de Amor por Anexins e A Capital Federal e do grande criador da tradição das Revistas de Ano. Sua obra retrata a cidade do Rio de Janeiro e seus costumes na passagem da Monarquia para a República e desperta em nós, leitores/público do século XXI, a surpresa de ver que as mazelas humanas e sociais se repetem mesmo depois de mais de 100 anos de sua morte.